Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos
Título Categoria Data Leituras
ESTRANHA MULTIDÃO Poesias > Desilusão 14/12/16 36
FRUTOS DA DÚVIDA Poesias > Desilusão 11/09/12 77
TÊMPORAS PERDIDAS Poesias > Desilusão 30/05/11 36
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php