Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos
Título Categoria Data Leituras
ABRAÇO DO ARCO-ÍRIS Poesias > Bucólicas 15/06/11 62
MONÓLOGO NO JARDIM Poesias > Bucólicas 13/05/11 92
A FONTE E O MAR Poesias > Bucólicas 21/01/11 87
NEBLINA EM LONDRES Poesias > Bucólicas 13/01/11 85
FAROL Poesias > Bucólicas 12/09/10 21
PÔR DO SOL Poesias > Bucólicas 27/07/10 26
ÁRVORES MULHERES Poesias > Bucólicas 08/05/10 190
A VOZ DO SILÊNCIO Poesias > Bucólicas 05/03/10 30
LADEIRA DO QUEBRA Poesias > Bucólicas 27/01/10 31
A FLOR DA PEDRA Poesias > Bucólicas 16/01/10 84
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php