Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos
Título Categoria Data Leituras
Não odiar os que odeiam... Crônicas 18/03/16 137
Que bela romã! Crônicas 18/01/19 136
Mulheres unidas, uni-vos! Crônicas 28/09/18 136
Ricardo nos leva à Finlândia Crônicas 22/06/17 136
O homem que não dorme Crônicas 25/07/15 136
HÁ QUANTO TEMPO... Poesias > Amor 23/09/12 136
O rio se esconde no mar Crônicas 11/01/12 136
O CAVALO AO SEU DONO Crônicas 04/11/16 135
Vai São João, vem São Pedro Crônicas 20/06/16 135
O desejo e suas perturbações Crônicas 07/12/18 134
O nosso tradicional Natal Crônicas 22/12/17 134
O Sol que nasce, o Sol que morre... Crônicas 06/03/15 134
E a Copa se vai... Crônicas 13/07/18 133
Caçado e cassado porque mentiu Crônicas 18/09/16 133
AROMA DO PASSADO Poesias > Amor 12/01/12 133
Um Ministro suspeito e as águas em Boqueirão Crônicas 23/08/17 132
Natal: o bom é imperecível? Crônicas 20/12/18 131
Mesmo sujo, o mesmo paletó Crônicas 13/01/18 131
Palavras Vazias Crônicas 23/11/13 131
Às Vésperas do Natal Crônicas 18/12/12 131
Página 11 de 34 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php