Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos
Título Categoria Data Leituras
Ricardo nos leva ao kibutz Crônicas 16/03/18 225
Doenças de pele Crônicas 09/03/18 222
O caçador de borboletas Crônicas 02/03/18 243
Égua russa no Trapiá dos Severos Crônicas 21/02/18 252
Memória às coisas do passado Crônicas 16/02/18 234
Meninos no bloco, meninotes em bloco Crônicas 09/02/18 118
Nem toda nudez é castigada Crônicas 02/02/18 204
A hipótese da pérola vermelha Crônicas 26/01/18 187
Contemplai as aves do céu Crônicas 19/01/18 156
Mesmo sujo, o mesmo paletó Crônicas 13/01/18 132
Que falta faria eu? Crônicas 06/01/18 211
Atemporalidades do tempo Crônicas 29/12/17 147
O nosso tradicional Natal Crônicas 22/12/17 134
No Natal, nosso paganismo Crônicas 15/12/17 165
Existencialismo na solidão Crônicas 07/12/17 290
A Crônica de Damião Ramos Cavalcanti Crônicas 04/12/17 217
MAXIXE LEMBRA QUIABO Crônicas 30/11/17 80
As águas do rio Tahuá Crônicas 24/11/17 167
Nas escolas, tempo e cores Crônicas 18/11/17 161
Coisas íntimas, coisas públicas Crônicas 08/11/17 265
Página 5 de 28 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php