Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos
Título Categoria Data Leituras
A tua, a de Gorki e a mãe dos outros Crônicas 08/05/15 98
A utopia do bom político Crônicas 11/09/14 88
A Vantagem do Tombo Crônicas 31/05/13 85
A velocidade da linguagem troglodita Crônicas 16/08/17 148
A verdade das histórias de Trancoso Crônicas 02/07/10 3690
A violência das pistolas Crônicas 30/04/16 80
A volta do escorpião Crônicas 22/03/19 171
A Voz do Místico Crônicas 12/10/13 62
A VOZ DO SILÊNCIO Poesias > Bucólicas 05/03/10 30
ABRAÇO DO ARCO-ÍRIS Poesias > Bucólicas 15/06/11 62
Academia, aniversário e imortalidade Crônicas 02/10/11 49
ADEUS, COLOMBINA; ADEUS, PIERRÔ Crônicas 21/02/17 124
Admirável Cronista Crônicas 19/01/12 112
Afonso Pereira Crônicas 28/08/11 69
Água, água, por favor Crônicas 30/11/12 102
Ah! Se definissem as coisas... Crônicas 30/01/15 61
AI! DE TI , HAITI Poesias > Social 20/01/10 35
Ainda é tempo Crônicas 15/05/16 63
Ainda existem as guerras Crônicas 13/09/19 72
Akira Kurosawa e as Usinas Nucleares Crônicas 25/03/11 111
Página 5 de 35 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php