Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos
Título Categoria Data Leituras
As águas do rio Tahuá Crônicas 24/11/17 164
Sonhar um sonho Crônicas 20/07/17 164
A carta do Arcebispo Aldo Crônicas 08/07/16 163
Je suis Charlie? Peut-être... Crônicas 15/01/15 163
A estátua de Augusto dos Anjos Crônicas 14/11/14 163
O acaso ou oculto em Pai Mateus Crônicas 19/05/17 161
As cinzas da quarta-feira Crônicas 02/03/17 161
Nas escolas, tempo e cores Crônicas 18/11/17 160
Armadas e armados desarmados Crônicas 13/10/17 160
As sandálias do meu pai Crônicas 05/08/14 160
Natal debaixo do viaduto Crônicas 18/12/13 160
CAVALGANDO Textos Eróticos > Poesias 19/06/10 160
Dia 13, dia 15, marcha e contramarcha Crônicas 12/03/15 159
O garfo, a colher, o meio e o fim Crônicas 24/05/17 158
AURORA Poesias > Amor 26/12/11 157
Política para não ser idiota Crônicas 19/10/18 156
Arma contra arma Crônicas 06/10/17 156
Evitem certos mascarados Crônicas 30/01/16 156
ORIGEM DE EROS Poesias > Amor 29/12/09 155
Museu que é casa Crônicas 15/09/17 154
Página 7 de 33 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php