Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos


ALMA DE POETA

Damião Cavalcanti

A alma do poeta
Sempre deixa o corpo,
Brinca nas nuvens do céu,
Pisa na lama dos homens,
Filosofa sociais escarcéus,
A natureza acaricia...
E quando parece
Não amar o poeta,
Volta ao corpo
Para fazer poesia...

Damião Ramos Cavalcanti
Enviado por Damião Ramos Cavalcanti em 21/01/2010
Alterado em 08/07/2012
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Texto de Damião Ramos Cavalcanti). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php