Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos


 
A carta que veio do Papa

           Antes de chegar ao Brasil, o Papa Francisco me enviou uma carta... Para não invejarem tal privilégio, esclareço que ele postou essa “circular pontifícia” a todos nós. Talvez você não a encontrou ainda entre as correspondências, pressentindo que ninguém escreve mais carta. Empurrado pela nostalgia, releio cartas guardadas e, aqui e acolá, escrevo uma. Essa do Papa parece com as epístolas escritas por Pedro e Paulo de Tasso; epístola que, em latim, significa carta, missiva...  As cartas dos papas também recebem o nome de “encíclica”. E cada uma delas é denominada pelas primeiras palavras da sua linha inicial...  Essa que recebi se chama “Lumen Fidei”, porque assim começa: “A luz da fé é a expressão com que a tradição da Igreja designou o grande dom trazido por Jesus (...)”.

          A Encíclica Lumen Fidei é substancioso e saboroso fruto colhido das conversas filosóficas e teológicas entre a competência de Ratzinger e o carisma, a ternura pastoral de Bergoglio; ou entre o Papa Emérito Bento XVI e o Papa Francisco. Coisa rara: dois papas a confidenciarem, entre si, angústias, perante um mundo, cada dia mais, sem fé; mulher ou homem sem fé em si próprio, sem fé nos outros, nos valores, enfim, sem fé na fé, o que impossibilita de se ter fé em Deus... Se não acredito no outro que está ao meu lado, como acreditar em Deus que somente é visto nesse outro, nesse “próximo” ou no nosso casulo que é a natureza?  Há um verdadeiro liame entre acreditar em Deus e ter fé nas suas obras, nas suas criaturas que também somos nós...

          A carta do papa Francisco “não traz ouro nem prata”, mas o que nos resta de esperança: a fé.  Porque sem a fé, não há esperança, otimismo, boa vontade; deixamos de acreditar até no sentido da vida...  Ao se falar da fé, há quem “vaidosamente” encontre obstáculo à razão ou à ciência. Mas, ao se ler a Lumen Fidei, perceber-se-ão filosofia e razão para uma construtiva visão de mundo (Weltanschauung) e do homem nele inserido.  Sua mensagem traz energia transformadora a qualquer pessoa de boa vontade, cristã ou não; a qualquer pastor ou a qualquer ovelha. A carta do papa Francisco nos admoesta e demonstra que ninguém compreende sem a fé, ninguém ama sem a fé e sem a fé ninguém é feliz...   

 
Damião Ramos Cavalcanti
Enviado por Damião Ramos Cavalcanti em 26/07/2013
Alterado em 01/08/2013
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Damião Ramos Cavalcanti). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php