Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos


                            O pior é o melhor?

          Se partisse da premissa de que  tudo não é o pior, concluiria que alguma coisa é o melhor; se tudo não é o melhor,  então  existe o que é o pior... Contudo, pareceria contraditório  que, ao mesmo tempo, algo seja bom e ruim; pior e melhor. Esse trocadilho lembra o filósofo Hegel argumentando princípios e fases da dialética. Quem responde dizendo: "Às vezes o melhor pra mim é o pior para os outros" afirma o pior para todos...
          Isso é muito fácil de entender, quando se percebe alguém, considerando-se uma pessoa de "boa vontade", vendo em tudo só o pior ou desejando que tudo se transforme no pior, formando o bloco dos "quanto pior, melhor". Esse tipo de gente é como se fosse, rindo ou rangendo os dentes,  um espeto se enfiando no nosso coração. Deus nos livre! Mas existe... Perdoem-me tais "Mefistófeles", esses "espíritos do mal", mas refletindo isso,  comecei a acreditar que o diabo existe. O próprio Lúcifer é esse espeto, às vezes em forma de tridente, de punhal ou de  peixeira. Quando não,  incorpora-se em pessoas, ao ponto de Sartre escrever "O inferno são os outros", endiabrados como a manifestante que, recentemente, espancou o Arcebispo de São Paulo, paramentado e em pleno altar.
          Nunca vi mãe, ao colocar o termômetro no seu filhinho, desejar-lhe  febre acima dos quarenta graus... Isso seria ausência do amor, presença do ódio, coisa do diabo. Pois bem, o país está de temperatura elevada, febril, combatendo inflamações, e há quem o inflame,  incentivando-o  para o pior,  desejando-lhe uma convulsão. O diabo, que já infestou milhares de civis e de políticos com o "espírito da corrupção", seja exorcizado por esta Páscoa agraciando-nos de boa vontade e de bem-aventuranças. A CNBB, em recente nota sobre a crise política brasileira, ressoa o Papa Francisco: "Um diálogo é muito mais do que a comunicação de uma verdade". 

 
Damião Ramos Cavalcanti
Enviado por Damião Ramos Cavalcanti em 24/03/2016
Alterado em 25/03/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Damião Ramos Cavalcanti). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php