Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos


Itabaiana, nome de uma cidade

          Seja como for dito, percebe-se que Itabaiana é um nome bonito. Uns dizem Itabaiana, outros,Tabaiana; há quem o escreva como na língua dos índios, nativos daquelas terras: Itabayanna, Taba-y-nhame, Y-tabaoane ou Tabayama. E assim seguem significados desse nome. A explicação "pedra que dança" tem sentido: Baseia-se em torno de uma enorme pedra que "dançava" , balançada pelas águas do rio Paraíba ou pelos fortes ventos para as bandas de Maracaípe.
         Um dos prazeres, entre 1959 e 1963, era, ao lado da então Assembleia Legislativa, ler o nome da cidade onde residia no ônibus ali estacionado; vinha e voltava, diariamente, de Itabaiana a João Pessoa. Lá estava, bem no frontispício, seu nome impresso em letras garrafais, à leitura dos transeuntes pelo comércio do Centro Histórico da Capital. Tal transporte começou com a "sopa do seu Reimar"; depois, melhorado, ganhou denominação de ônibus, quando passou a pertencer a outros donos...
Interno no Seminário Arquidiocesano da Paraíba, desde 1958, sentia boa sensação ao apalpar o ônibus que trazia terra da minha terra, coisas , gente, causando-me lembranças. Ora sim , ora não, chegava algum passageiro para guardar, dentro ou em cima do ônibus, parte das compras, e com ele atualizava-me sobre acontecimentos do interior, com detalhes de nomes de rua e de pessoas. A eles entregava encomendas e, às vezes, cartas, bilhetes, usando o ônibus como correio.
          Sobrava tempo para ir à Assembleia, hoje Comando da Polícia Militar, onde escutava o nome 'Itabaiana', pronunciado pelos eloquentes discursos do então Deputado Mário Silveira, irmão de José Silveira, líderes políticos da região de Itabaiana, Mogeiro, Campo Grande, Guarita, Salgado de São Félix, Serrinha e Pilar. Também costumava apanhar, no IBGE , publicações sobre Pilar e Itabaiana para orgulhosamente distribuir entre os colegas doutros municípios, no internato, com os quais discutia e disputando vantagens e histórias, cada um endeusando a sua cidade. O nome também é amado como símbolo do que amamos.
Damião Ramos Cavalcanti
Enviado por Damião Ramos Cavalcanti em 12/06/2016
Alterado em 12/06/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Damião Ramos Cavalcanti). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php