Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos


                          A FCJA exibe Chaplin

          A História do Cinema enquadra e situa o genial Charles Chaplin num definido tempo da sua atuação enquanto produtor, diretor e ator; não o projeta para trás, é claro, mas a dimensão desse homem não cabe apenas no pequeno espaço da sua época, estende-se, projeta-se ao longo da vida cinematográfica, porque imortalmente ele sempre continuará atuando.
         O Cine Clube O Homem de Areia , da Fundação Casa de José Américo, na 1ª quarta-feira do mês, às 19:30 h, exibirá Charles Chaplin em "Tempos Modernos", filme em que, como em todos os outros, esse genial artista sente e expressa a alma do povo: Problemas existenciais, injustiças, mentiras, verdades, singeleza, amor , carinhos e , sobretudo alegria; tudo isso extraído do sentimento da plateia que, extasiada, ri diante do humor com muita arte. Nos filmes, Charles se identifica com Carlitos, mas, sua genialidade é maior do que a do ator Carlitos;  distinga-se nele o pensador, o humanista que arranca risos e admiração das multidões, enquanto sobreviverem os capazes de chorar e de sorrir.                   Com instrumentos, hoje obsoletos e até museológicos, ele rodou Tempos Modernos (1936), película que é de permanente atualidade; de inteligentes críticas à realidade social do trabalho que, desde a Revolução Industrial, visa, com obsessão, à  produção em série, o que também é criticado em La classe operaia va in paradiso (1971), de Elio Petri, com Gian Maria Volonté: A produção em série, ignorando sua finalidade social, visa o lucro e o consumismo perdulário dessa produção. Veja-se, em cena, o esmagamento do trabalhador nas gigantes engrenagens de ferro... É um enredo que, mudo, fala também sobre a cultura do preconceito político-ideológico, atualmente em vigência.  Admire-se em "Tempos Modernos" o lirismo da arte; não é uma tese de resistência ao tempo, mas à mecanização da sociedade e ao domínio do homem pela máquina.



 
Damião Ramos Cavalcanti
Enviado por Damião Ramos Cavalcanti em 29/10/2016
Alterado em 31/10/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Damião Ramos Cavalcanti). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php