Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos
Título Categoria Data Leituras
Arribaçãs no meu jardim Crônicas 06/06/10 126
ÁRVORES MULHERES Poesias > Bucólicas 08/05/10 190
As águas do rio Tahuá Crônicas 24/11/17 164
As cinquentinhas Crônicas 25/09/15 48
As cinzas da quarta-feira Crônicas 02/03/17 162
AS COISAS Poesias > Alegria/Felicidade 17/03/10 51
As Festas das Neves de outrora Crônicas 03/08/18 122
As flores e os enamorados Crônicas 08/06/14 140
AS LAVADEIRAS DE PILAR Crônicas 11/07/11 113
As máquinas querem nos substituir Crônicas 09/02/17 126
As máscaras não mentem Crônicas 15/02/12 197
As muriçocas se afastam do mar Crônicas 28/02/19 148
As Orelhas Crônicas 12/07/12 125
As quermesses da infância Crônicas 04/08/11 66
As sandálias do meu pai Crônicas 05/08/14 160
Às Vésperas do Natal Crônicas 18/12/12 131
As vírgulas mudam tudo Crônicas 23/02/12 320
Ata do cinismo parlamentado Crônicas 13/12/15 56
Atemporalidades do tempo Crônicas 29/12/17 145
Augusto dos Anjos à sua espera Crônicas 10/11/12 123
Página 7 de 34 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php