Damião Ramos Cavalcanti

Enquanto poeta morrer, a poesia haverá de viver

Textos
Título Categoria Data Leituras
NO SILÊNCIO DO TAPETE Poesias > Amor 11/03/10 23
METAMORFOSES INSTANTÂNEAS Poesias > Pensamentos 10/03/10 16
MORREU CAIXA D'ÁGUA Poesias > Recordações 06/03/10 60
A VOZ DO SILÊNCIO Poesias > Bucólicas 05/03/10 30
A SÁBIA AMANTE E O IGNORANTE AMADO Poesias > Amor 22/02/10 41
POÉTICA LOUCURA Poesias > Loucura 21/02/10 33
POR ALGUM TEMPO Poesias > Amor 06/02/10 45
MUNDO IGUAL Poesias > Alegria/Felicidade 05/02/10 24
VIA LÁCTEA Poesias > Transcendentais 02/02/10 22
A FUGA Poesias > Solidão 01/02/10 16
AMOR FANTASMA Poesias > Solidão 28/01/10 40
LADEIRA DO QUEBRA Poesias > Bucólicas 27/01/10 31
AMOR E MÁGOA Poesias > Amor 23/01/10 74
ESPÍRITO PARÁCLITO Poesias > Espiritualistas 23/01/10 78
ALMA DE POETA Poesias > Dedicatórias 21/01/10 34
AI! DE TI , HAITI Poesias > Social 20/01/10 35
A FLOR DA PEDRA Poesias > Bucólicas 16/01/10 84
HÁ MAR EM BOQUEIRÃO Poesias > Alegria/Felicidade 14/01/10 19
DISTÂNCIAS Poesias > Solidão 13/01/10 30
NOITE PARA AMAR Poesias > Amor 12/01/10 42
Página 6 de 7 1 2 3 4 5 6 7 [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras
http://www.drc.recantodasletras.com.br/index.php